Norte en Línea - Governo de SP se reúne com governo alemão para o fortalecimento da política climática

Governo de SP se reúne com governo alemão para o fortalecimento da política climática

Governo de SP se reúne com governo alemão para o fortalecimento da política climática
07 Dic
2022

Secretarias de Relações Internacionais e de Infraestrutura e Meio Ambiente apresentaram projetos à representante especial do governo alemão e à cônsul-geral da Alemanha

O Governo de São Paulo recebeu representantes do governo da Alemanha para fortalecer a agenda internacional de política climática. A representante especial do governo alemão para política climática, Jennifer Morgan, e a Cônsul-Geral da Alemanha, Martina Heckelberg, foram recebidas nesta terça-feira (6), no Palácio dos Bandeirantes, pelos secretários estaduais Julio Serson (Relações Internacionais) e Fernando Chucre (Infraestrutura e Meio Ambiente), e também pelo secretário executivo de Relações Internacionais, embaixador Affonso Massot.

“Essa reunião que envolve a Secretaria de Relações Internacionais e a Secretaria de Meio Ambiente mostra a importância que São Paulo dá para sua política ambiental, para o meio ambiente, para a redução da emissão de gases de efeito estufa na atmosfera. A Alemanha é um grande parceiro e essa reunião com a principal representante da política climática alemã em São Paulo contribui para a continuidade de nossos projetos em parceria e para novas parcerias”, disse Julio Serson.

Durante a apresentação dos projetos do Governo do Estado à delegação do governo alemão, o secretário de Relações Internacionais citou avanços na proteção ambiental, dentre eles o Acordo Ambiental São Paulo, que até o momento teve a adesão voluntária de cerca de 1,7 mil empresas. Serson mencionou o comprometimento de São Paulo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 das Nações Unidas e destacou o programa de despoluição do Rio Pinheiros, além das questões ambientais e sanitárias, visando a erradicação da pobreza e promoção da saúde.

O secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Fernando Chucre, destacou o longo histórico de parceria do governo alemão com o Estado de São Paulo. “O último projeto foi assinado recentemente com o governo alemão e a GIZ, vai permitir que se crie um fundo para financiar a troca de equipamentos e a melhora da matriz energética no estado de São Paulo em pequenas e médias indústrias”, disse. Este projeto refere - se a um aporte de 8 milhões de euros do governo alemão para um fundo garantidor de mais de R$ 500 milhões às pequenas e média indústrias.

Outro projeto citado por Chucre se refere ao programa Municípios Paulistas Resilientes. “São 12 municípios cujas equipes técnicas foram capacitadas sobre estratégias e ações de aumento da resiliência climática, com o objetivo de reduzir os impactos dos desastres provenientes de eventos climáticos extremos na vida da população”, completou.

Outro projeto de peso em parceria com o governo alemão, por meio da GIZ é a elaboração do PAC 2050. “As ações previstas no PAC visam o engajamento de governos, empresas, investidores, acadêmicos e lideranças da sociedade civil para zerar as emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2050. Para isso foram fixadas novas metas e soluções para energias renováveis, restauração florestal, agricultura de baixo carbono, proteção da biodiversidade, resíduos, transportes sustentáveis, segurança hídrica”, declarou.


O Plano de Ação Climática (PAC) que está consulta pública até o dia 10 de dezembro foi elaborado com o apoio técnico da Agência Alemã e viabilizou uma série de estudos sobre as trajetórias de carbono para estabelecer metas que visam a neutralidade das emissões até 2050. Entre as ações previstas está o programa Refloresta SP, que tem como objetivo recuperar 1,5 milhão de hectares no mesmo período.


“Desde 2019, a Secretaria de Relações Internacionais teve a honra de acompanhar e contribuir para a ampliação do Acordo Ambiental São Paulo e fazer com que o Estado aderisse às campanhas Race to Zero e Race to Resilience. Esta contribuição se deu através da interlocução com parceiros internacionais, que foram convidados a aderir ao Acordo Ambiental na condição de Observadores Internacionais. Esse é o pioneirismo que o Estado exerce diante do Brasil e de toda a América Latina, apontando o caminho a ser seguido por aqueles que desejam superar os desafios de nosso tempo”, sintetizou o secretário executivo de Relações Internacionais, embaixador Affonso Massot.

“A Alemanha é privilegiada por poder trabalhar com o Governo de São Paulo como um time. Os projetos na área ambiental são exemplos para o mundo”, reforçou a representante especial para Mudanças Climáticas Jennifer Morgan. A parceria entre São Paulo e Alemanha tem garantido investimentos no estado, prova disso são as empresas que se instalaram no estado. “São Paulo é a sede de mais de 800 empresas alemãs, formando o maior polo industrial fora da Alemanha”, completou a Cônsul-Geral Martina Heckelberg.

Etiquetado como

Deja un comentario